Você pode herdar o Alzheimer?, Está em seu DNA?, Que papel a genética desempenha nesta misteriosa e assustadora doença ?.

Essas são perguntas difíceis com respostas menos que perfeitas.

Com tudo conectado aos nossos corpos e mentes, o Alzheimer possui um componente genético.

Os genes desempenham um papel importante, mas não significa que os genes, de fato, causam a doença.

Somente algumas famílias, carregam uma dessas três mutações genéticas raras que garantirão o início do Alzheimer.

Essas mutações contabilizam somente 2% a 3% dos casos de Alzheimer. É altamente improvável que você esteja neste grupo.

O restante de nós enfrenta mais riscos associados com dezenas de outros genes, alguns deles já conhecidos, outros ainda não identificados

Infelizmente, o que podemos dizer é que ninguém carrega uma imunidade genética à doença. Isso porque os genes raramente causam traços ou doenças diretamente, em vez de ditar um resultado predeterminado, os genes interagem com nossos corpos, ambientes e alimentos que comemos, ar que respiramos, e até mesmo nossos sentimentos e humor.

Os genes são como botões que são ligados e desligados o tempo todo. Essa interação imprevisível é parte do que nos faz tão diferentes uns dos outros.

A natureza e a criação estão inseparavelmente entrelaçadas. Nos anos recentes, os geneticistas identificaram vários genes específicos que parecem aumentar ou diminuir o risco da pessoa de contrair a doença do Alzheimer.

A próxima etapa para esses pesquisadores é identificar o resto dos genes relevantes, e depois tentar descobrir que fatores externos acionam e dão início ao processo da doença.

Depois eles poderão desenvolver medicamentos que interferem com esse processo.

Esse não é o único método para o desenvolvimento de medicamentos. Há outros, mas elucidar a genética pode muito bem desempenhar um papel fundamental para interromper a doença.

E sobre ser testado quanto a esses tão falados genes do Alzheimer?.

No momento não há um benefício prático. os resultados não revelarão uma imunidade, nem dirão se você tem a probabilidade de ter Alzheimer no futuro.

A dura verdade é que todos nós enfrentamos o risco do Alzheimer na medida em que envelhecemos.

E não importa qual é seu perfil genético, a melhor maneira de reduzir esse risco é o mesmo: Alimentar-se de uma dieta saudável para o coração, tentar reduzir o estresse, e exercitar regularmente seu corpo e sua mente.

Você está aqui: Página Principal Vídeos