Medidas preventivas de complicações que podem ocorrer com o idoso

Como prevenir algumas complicações que podem ocorrer com o idoso com alguma incapacidade.

O banho de sol é importante, porém providencie  local e equipamento adequados e seguros, cadeira, poltrona chapéu ou boné. Ele auxilia no tratamento de ferida da pele aumenta a resistência participa na calcificação dos ossos, porem deve-se tomar alguns cuidados, usar protetor solar, e observar horários mais saudáveis, até as 10 horas da manhã e depois de quatro horas da tarde, por aproximadamente 15 minutos ao dia, mantendo roupas confortáveis.

Os idosos acamados que não se movimentam sozinhos no leito tem mais possibilidades de desenvolverem as feridas, que são chamadas úlceras por pressão.

 

As úlceras por pressão também chamadas de escaras são áreas de tecidos moles necrosados produzidas pela pressão exercida sobre pele e os tecidos subcutâneos e o objeto pelo qual se apóiam como, por exemplo, o colchão e a cadeira, ou seja, o tecido é comprimido entre uma proeminência óssea e uma superfície externa por tempo prolongado.

Os locais mais comuns da proeminência das feridas são a região occipital atrás da cabeça, a região escapular, atrás dos ombros, a região sacra, a região do trocanter dos dois lados, a região dos calcâneos e a região dos maléolos.

Como preveni-las

Reduzir ou eliminar a pressão através da mudança de decúbitos, usar colchões adequados e atentar para  a densidade do colchão e o peso do doente conforme a orientação do enfermeiro. Utilizar coxins protetores, travesseiros ou espumas para as proeminências ósseas  e articulações, estimular a circulação fazendo exercícios ativos e passivos conforme a orientação, estimular se possível que o idoso caminhe, fazer massagens na pele integra, manter a pele limpa e hidratada e em condições saudáveis. Mudar o decúbito que é a posição do idoso de duas em duas horas, ou seja, lado esquerdo, lado direito, de barriga para cima inclusive durante a noite e colocar sentado em poltrona pelo menos duas vezes por dia durante uma hora.

Os estágios das úlceras por pressão:

Estágio 1: Eritema de pele intacta que não embranquece após a remoção da pressão

Estágio 2: Perda parcial da pele envolvendo a epiderme, derme ou ambos, a úlcera é superficial e clinicamente aparece como abrasão, polha ou cratera rasa.

Estágio 3: É a perda da pele na sua espessura total envolvendo danos ou uma necrose do tecido subcutâneo que pode se aprofundar não chegando até a facea, a úlcera se apresenta clinicamente como uma cratera profunda com ou sem comprometimento de tecido adjacente.

Estágio 4: Perda da pele na sua total espessura com uma extensa destruição, necrose dos tecidos ou dano aos músculos, ossos ou estruturas de suporte.

O tratamento deve ser com uma alimentação variada, ingestão de água, curativos conforme orientação do enfermeiro e reposicionamento freqüente como mudança de decúbito e colocação de coxins para proteger as proeminências ósseas.

Os curativos são indicados pelo enfermeiro que assiste o idoso, não utilize cremes, pomadas indicadas por amigos ou por vizinhos, pois cada ferida tem uma indicação de curativo diferente e cada idoso também, até ter a avaliação e orientação do profissional adote as medidas de prevenção das úlceras por pressão, lave a ferida com água morna e sabonete neutro, enxágüe bem seque com toalha limpa a cubra com gases. Procure o serviço de saúde e orientações adequadas o mais rápido possível.

É muito importante que os idosos façam as vacinas para eles indicadas como gripe, contra pneumonia e tétanos, qualquer dúvida procure um posto de saúde mais próximo da casa.

As órteses ou também chamadas talas podem auxiliar na prevenção de deformidades instaladas devido ao mau posicionamento ou desuso, devem ser prescritas individualmente e moldadas sob medidas, para maior conforto do idoso é importante entender todas as orientações para não prejudicar o tratamento.

Também devemos nos preocupar com a saúde bucal do idoso,  a visita de um cirurgião dentista é muito importante para a saúde do idoso mesmo que ele não tenha dentes, porque? Com o passar dos anos nosso corpo se transforma a passa por algumas alterações, ocorrem na boca, por exemplo, o osso que suporta os dentes fica mais frágil e sofre desgastes podendo expor as raízes dos dentes, a mucosa das bochechas, lábios e gengivas fica mais fina e sensível, os dentes escurecem a saliva diminui e aumenta a secura da boca principalmente quando se toma algumas medicações.

O envelhecimento traz também uma diminuição do sabor dos alimentos fazendo com que haja uma tendência de abusar dos temperos, devendo o idoso evitar o uso exagerado do sal e do açúcar.

Precisamos de uma boca saudável não só para uma boa mastigação e digestão dos alimentos, mas também para preservamos a saúde em geral. As doenças infecciosas da boca podem causar enfermidades ou agravar as que já existem, quando as bactérias presentes na boca entram em contato com determinado alimento produzem substâncias que atacam os dentes e a gengiva, provocando doenças e perdas de dentes.

Ao examinar a face, o pescoço e a boca do idoso o cirurgião dentista busca  sinais de outras doenças como o câncer bucal que tem como principais o vicio de fumar cigarros ou cachimbos, o consumo de álcool, a exposição continuada ao sol, a má higiene bucal, próteses dentárias mal adaptadas ou quebradas, presenças de dentes ou  raízes quebradas com bordas cortantes, por isso é muito importante fazer a higiene bucal com regularidade com escovas macias, flúor e com movimentos suaves, não esquecendo de escovar a língua e de usar o fio dental.

A boca dos idosos sem dentes também precisa ser  higienizada com tecido macio ou gases embebidos em água, principalmente a noite após a refeição antes de dormir.

As próteses que são as dentaduras ou pontes móveis devem ser removidas a noite após cuidados de limpeza e colocadas em recipientes com água e tampa, a água deve ser trocada diariamente.

Para a higienização  bucal do idoso parcial ou totalmente dependente é necessário que ele fique numa posição confortável, com as costas o mais ereta possível de maneira que sua cabeça seja facilmente segurada durante a limpeza. Os cuidados com a boca devem existir em todas as idades com maior atenção a noite antes de dormir.

Mídia

Orçamento

Entrada Inválida
Digite o e-mail
Digite a mensagem
Top